segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Massagem: tenha um momento só seu


Aliviar o estresse, amenizar uma dor e relaxar: para tudo isso, nada como uma boa massagem. Em cerca de uma hora, muita coisa pode mudar com simples toques, garante a massoterapeuta Margarete Castilhos de Almeida, a “Margô”.

Segundo a profissional, há pouca conversa em uma sessão de massagem. Mesmo assim, muitos pacientes conseguem colocar para fora as dores e as angústias. “Muitos choram ou simplesmente soltam com a musculatura o peso que guardavam. Eles entram pesando 100 quilos e saem leve, deixam tudo na sala”, diz Margô.

A massoterapeuta conta que, muitas vezes, os clientes marcam uma massagem estética, mas, na verdade, precisam de uma terapêutica, com a qual os pontos energéticos do corpo são estimulados. “Percebemos que hoje existem muitas pessoas com problemas na coluna, na cervical ou outras partes do corpo por movimentos repetitivos ou por ficar muito tempo sentadas em frente ao computador”, observa Margô.

Além disso, ela salienta que há um grande número de clientes que sofre de ansiedade e estresse. “Tudo isso vai se somando”, diz a profissional, que conheceu a massagem quando teve um problema de hérnia de disco. Posteriormente, acabou gerando dores no nervo ciático, que foram amenizadas com as massagens.

Nas sessões, podem ser utilizadas diversas ferramentas, como as pedras quentes. “Essa é uma terapia para a alma. É muito especial, só a pessoa fazendo para saber como que é. Acalma, é um encontro consigo mesmo”, destaca Margô, salientando que, em um primeiro encontro com o paciente, é preciso fazer uma entrevista, para saber quais problemas de saúde que teve ou tem, qual sua rotina, entre outras informações.

Em casa não é a mesma coisa

É comum as pessoas fazerem massagens em casa. Às vezes pode aliviar a dor, dar uma certa relaxada, mas, em outros casos, pode até gerar mais incômodos ou dar efeito algum. Isso porque é necessário ser um profissional para saber onde massagear e como. “Em casa, não se tem paciência ou se faz por pouco tempo, porque não sabe onde massagear exatamente, e também não se tem óleos e cremes terapêuticos especiais”, destaca massoterapeuta Margarete Castilhos de Almeida, a “Margô”.

Homens X mulheres

A maioria dos pacientes da massoterapeuta Margarete Castilhos de Almeida, a “Margô”, é formada por mulheres. Enquanto os homens buscam a massagem apenas quando sentem alguma dor muito incômoda, as mulheres vão para relaxar. “É um presente que elas se dão. Elas não procuram só para questões físicas ou estéticas, mas para a alma. Acalma o espírito.”

O passo a passo da massagem

1º passo: É o momento para acalmar. O cliente entra na sala, já preparada com música e luz adequadas, e se deita na maca.

2º passo: É trabalhada a respiração, que deve ser diafragmática, permitindo uma respiração mais profunda, que estimula o sistema linfático e, consequentemente, o relaxamento. Dessa forma, o paciente vai se acalmando e o efeito da massagem é maior.

3º passo: Os primeiros toques ocorrem na região supraclavicular.

4º passo: A massagem inicia pelo pé, que é a base. Neste momento, se trabalha a reflexologia, que consiste em trabalhar os pontos energéticos do organismo, como rins e coração, pelos pés. “Alivia problemas como enxaquecas e no nervo ciático. As extremidades, como pés e mãos, revelam muitas coisas”, explica Margô.

5º passo: Na parte da frente do corpo, se trabalha por cerca de 30 minutos, realizando várias manobras.

6º passo: Os outros 30 minutos são dedicados às costas, trabalha a musculatura da coluna, linfas e contraturas. “É o momento que os pacientes mais gostam e relaxam de verdade”, conta Margô, destacando que é onde as pessoas costumam carregar as “mochilas”, depositar os pesos e as cargas do dia a dia.

7º passo: A massagem é finalizada com um óleo especial e, geralmente, é aplicado Reikí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails