quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Terapias naturais melhoram a vida dos idosos



Técnicas alternativas equilibram as emoções e atuam no bem-estar físico e mental.

No dia 1º de outubro foi comemorado o Dia Internacional do Idoso e não poderia ter data melhor para lembrar a importância da prevenção de doenças na terceira idade. Segundo o terapeuta holístico Paulo Edson Reis Jacob Neto, presidente do Sindicato dos Terapeutas do Rio de Janeiro (Sinter-RJ), as terapias naturais ajudam a promover a saúde e a manter afastados os males que atingem os idosos. “O envelhecimento é um processo natural do organismo, que não pode ser interrompido durante a vida do ser humano”, observa Paulo.
Mesmo que haja meios para minimizar os efeitos do envelhecimento, as alterações no corpo exigem cuidados a mais para que a saúde continue em dia. Além do processo natural, fatores como exposição solar, tabaco, sedentarismo e alimentação inadequada atenuam ainda mais as suas consequências. “Para que o organismo envelheça com saúde e vitalidade muitas pessoas recorrem a diferentes estratégias para viver mais e melhor. As terapias alternativas são uma boa opção, pois os riscos de agressão ao organismo são bem menores“, aponta.

Entre os métodos que contribuem para a disposição, o equilíbrio da saúde física e mental e a melhora da qualidade de vida estão a Aromaterapia, a Terapia Floral, o Reiki e o Shiatsu. “As pessoas precisam aprender a aceitar o envelhecimento de uma forma mais natural e encarar as dificuldades comuns a terceira idade com mais otimismo. O aspecto psicológico influencia muito na maneira como o corpo reage as alterações do envelhecimento, então é necessário conscientização e a incorporação de hábitos saudáveis”, observa.

Segundo o terapeuta, as técnicas de Reiki e Shiatsu são eficazes para combater as dores lombares, artrite, artrose, problemas circulatórios, depressão e ansiedade. “O Shiatsu é uma massagem relaxante e agradável, na qual o profissional pressiona os pontos meridianos – caminhos de energia do corpo. Com o estímulo no fluxo de energia o organismo tende ao equilíbrio e a massagem ainda afeta de maneira positiva o bem-estar, o desenvolvimento psicológico, físico, emocional e espiritual do paciente”, explica.

O Reiki também é uma massagem e tem como objetivo canalizar a energia por meio das mãos e o resultado é o equilíbrio energético do organismo. Já a Aromaterapia utiliza óleos essenciais para amenizar problemas de memória, insônia e até mesmo sintomas decorrentes da carência afetiva. “O tratamento pode ser feito com sais de banho, sprays, sabonetes, cremes e outros meios. Cada essência tem uma finalidade e o terapeuta, após analisar o estado do paciente, indicará o óleo mais adequado”, explica.

O cravo, o gengibre e a camomila, por exemplo, são essências que ajudam a aliviar as dores, enquanto a lavanda e a manjerona são benéficas para os problemas de sono. Paulo aponta que as cores também podem ser usadas para melhorar a saúde dos idosos. “A Cromoterapia tem como princípio o uso das cores para harmonizar a mente, as emoções e o corpo. O azul melhora a qualidade do sono e minimiza as dores, o verde controla a pressão alta e o violeta melhora o sistema imunológico”, exemplifica.

As emoções também podem ser equilibradas com a terapia Floral. Os Florais auxiliam no tratamento de distúrbios comportamentais, mentais e emocionais, atuando na causa da doença. “As essências podem atuar em estados depressivos, impaciência, nervosismo, medos, tristezas e outros sentimentos ruins que podem acometer os idosos. Os florais estimulam o organismo a acionar os seus próprios mecanismos de cura, mas mesmo assim é bom lembrar que nada substitui a consulta a um médico”, acrescenta.

Sindicato dos Terapeutas do Estado do Rio de Janeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails