sexta-feira, 6 de abril de 2012

Dicas para fazer massagens regularmente sem gastar muito!





Quantas vezes estamos com aquela vontade incrível de fazer uma massagem, de relaxar as pernas, os ombros, os braços… de nos entregarmos plenamente às mãos do terapeuta que nos devolve a energia perdida nos últimos tempos?

No entanto, não é nestes momentos em que estamos com dores, em que o corpo quase não aguenta a pressão, em que a mente já quase não respira, que devemos fazer uma massagem. Quando chegamos a esse ponto, já é um pouco tarde! Devemos fazer uma massagem, ou duas ou três, bem antes disso.

Uma massagem é necessária SEMPRE, de preferência uma vez por semana, massagem de 20 minutos na zona dos membros superiores (costas e braços), ou membros inferiores (pernas e pés). Enquanto que nas costas relaxamos principalmente o sistema nervoso, e retiramos do corpo toda a tensão muscular da zona lombar e cervical, uma massagem nas pernas ajuda o sistema circulatório e também a drenagem linfática.

Nós não deveríamos nunca perder de vista este objetivo: uma massagem por semana dá-nos equilíbrio físico e emocional. Mas fica caro? Onde fazer? Será que sei escolher bem?

Ora, como tudo na vida, uma boa massagem tem o seu custo quando realizada por um profissional qualificado e com produtos testados. No entanto, há locais que cobram valores exagerados, mas também há locais em que a massagem é tão barata que nos faz desconfiar da qualidade!

Deixo um conselho: se quiser fazer uma massagem por semana, converse com o terapeuta e decidam um protocolo, um pack, que faça com que diminua o preço de cada massagem. Ambos ficam a ganhar!

Para além disso, opte por um spa, uma clínica, um espaço de rua: por norma são mais acessíveis, o atendimento é mais personalizado e, ao contrário dos spas de hotel, as massagens têm um custo menor.

De preferência, escolha um terapeuta que lhe inspire confiança, com quem se sinta bem. É muito importante que entre num gabinete e se sinta confortável, nem que para isso, tenha que experimentar 3 ou 4 terapeutas diferentes.

Como terapeuta, posso dizer que fazer uma massagem a alguém que se sinta confortável conosco, com o nosso toque, é muito mais gratificante do que sentir que o nosso paciente não relaxa: isso não é massagem!

Resumindo, faça uma massagem não porque sente dores, mas sim para prevenir que elas apareçam! E, claro, para se sentir mais bonito, com uma pele mais fresca e um sorriso… do tamanho do mundo!

Escrito por Diana Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails