quarta-feira, 2 de outubro de 2013

AMPUKU – A Massagem dos órgãos internos

 
 
A massagem abdominal ampuku foi desenvolvida no Japão e inicialmente era utilizada como um ramo do Anma, antiga massagem japonesa.  Para a maioria das escolas de cura no Japão, como o Shiatsu, a estimulação do "Hara" (barriga), promoverá uma sensação de bem estar em todos os aspectos de uma pessoa. 
 
Desvendando o Hara
Segundo Shizuto Masunaga, criador do estilo Zen Shiatsu o Hara reflete como um espelho a condição de saúde de uma pessoa. Além disso, o Hara (barriga) é considerado o centro de criação da energia vital, denominada Ki. Todo o fluxo de energia vital que circula pelo corpo, inicia no Hara e depois é distribuída pelos meridianos. No Hara, encontramos vários órgãos internos, como o aparelho digestivo, os órgãos reprodutivos e sexuais. Em nível emocional, esses órgãos internos recebem grande parte da energia tóxica, gerada pelos bloqueios internos,  que podem incidir sobre as raízes das doenças.
 
"Se praticarmos o Ampuku com toque profundo e lento, harmonizaremos a função dos órgãos vitais, eliminando os bloqueios no fluxo Ki e na circulação do sangue. Consequentemente, os músculos e as articulações vão se tornar mais flexíveis e a pele ficará mais hidratada. A urina e as fezes serão eliminadas mais facilmente. E com o aumento da vitalidade até a memória será beneficiada".
 
O exame do Hara
O diagnóstico é realizado sobre os sistemas energéticos, localizados em áreas especificas da barriga. Através do toque é possível classificar os padrões de desarmonia em cada órgão e como estimulá-lo. Assim é possível reforçar o potencial de cura do organismo, reequilibrando os níveis de energia vital e potencializando o seu fluxo nos meridianos. Após determinar se o desequilíbrio é Kyo (energia deficiente) ou Jitsu (energia excessiva), podemos enfim, aplicar as técnicas de sedação (diminui ou dispersa) e tonificação (aumenta), nos tsubôs (pontos encontrados ao longo dos meridianos), nos canais de energia, no hokai (costas) e no próprio hara.
 
Como determinar se o padrão de desarmonia é Kyo ou Jitsu? 
A avaliação da massagem abdominal Ampuku tem base no diagnóstico tátil e visual. Quando encontrarmos rigidez, inchaço, rubor, calor excessivo, nas áreas ligadas aos órgãos internos, denota-se um excesso de energia. Ainda, podemos encontrar, no caso citado acima, pulsação da artéria abdominal acelerada. Essa condição pode gerar sintomas como pressão alta, gastrite e ansiedade. Já a deficiência da energia vital pode ser classificada, quando identificarmos manifestações opostas a de excesso. Exemplo: flacidez, frio, palidez, batimento lento da artéria abdominal. Quando deficiente, a energia se manifestará, deixando os pés e as mãos geladas, digestão lenta e etc.
 
Os benefícios: ajuda a estabilizar funcionamento sistema digestivo, harmonizando os sintomas, tais como a constipação, cólon irritável, gastrite, etc.  Melhora as disfunções do sistema respiratório, tais como asma, falta de ar. Também é muito eficaz para dores de cabeça e enxaquecas, doenças reumáticas desconforto, dor e rigidez, stress, etc. 
 
A intenção no tratamento não é somente tratar a dor, mas também  ajudar a pessoa na modificação dos maus hábitos e padrões comportamentais que a levaram a doença. O ato de receber o Ampuku pode propiciar a experimentação de sentimentos ligados a conflitos internos, que sobem à superfície da consciência, trazendo à tona entendimento para mudança interna. O trabalho no Hara, sincronizará a interação do ser com o todo, deixando os orgãos livres de toxinas e tensões,  permitindo que o Shiatsuterapeuta atue sobre a origem do problema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails