sexta-feira, 30 de março de 2012

Terapeutas estimulam a autocura dos pacientes

Com a aplicação da Terapia Transgeracional, profissionais mostram como superar traumas e se autoconhecer.

A saúde é o bem mais precioso que o ser humano possui e por isso cada um vive na constante busca pelo equilíbrio do seu corpo, mesmo que não tenha consciência disso. A psiquiatra Laís de Siqueira Bertoche explica que todas as doenças começam na mente e podem ser produzidas por três causas. “As enfermidades podem surgir por uma percepção equivocada do mundo, por um sistema de crenças limitadoras e por uma diminuição ou falta de vontade. Para uma pessoa ser saudável todas as partes do organismo devem funcionar em harmonia, conduzidas pela energia vital”, observa.

Bertoche esclarece que em todas as pessoas está presente uma força mantenedora da vida, que se expressa como o curador interno, e é fundamental compreender o sentido da própria existência. Para uns é necessário aprender a utilizar o livre arbítrio e fazer escolhas, enquanto para outros é preciso aprender a ser leve e não levar a vida tão a sério ou desenvolver o senso de justiça. “Cada indivíduo possui uma maneira de encontrar a razão da sua vida e se autoconhecer é descobrir seus recursos e abrir as portas para a autocura” aponta a médica, que também atua como homeopata e possui pós-graduação em Terapia de Família, Hipnoterapia Regressiva e Constelação Familiar.

Segundo a especialista, muitos dos sofrimentos são oriundos de traumas originários da família de origem e do campo do inconsciente coletivo. O medo de baratas, por exemplo, pode ser expressado em uma situação que não possui relação alguma com os insetos, provocando um estado de transe que é quebrado quando outra pessoa interfere no quadro. “A terapia ajuda a compreender o que aconteceu e após as sessões a pessoa não fica amiga das baratas, mas consegue se livrar delas, algo que antes parecia impossível”, ressalta.

A maioria das pessoas sofre durante muitos anos sem imaginar que seus medos podem ser curados. Bertoche aponta que estudar e compreender a origem do sofrimento e enfrentá-lo traz profundo alívio e paz para o corpo e para a alma. “Após a libertação do medo a energia vital consegue circular livremente, favorecendo o reestabelecimento da saúde. A experiência dos terapeutas transgeracionais pode ajudar neste processo”, evidencia a médica, que também atua como homeopata e possui pós-graduação em Terapia de Família, Hipnoterapia Regressiva e Constelação Familiar.

Existem várias técnicas de autocura para o corpo, a mente e o espírito. Neste contexto, o primeiro passo é se conhecer e perceber suas reais necessidades, afinal o único responsável pelo seu equilíbrio e harmonia física e espiritual é o próprio indivíduo. “Uma boa estratégia é sentar em silêncio e focar a atenção na região do coração, local de conexão entre o eu e a essência. A respiração deve ser pausada e confortável, estimulando a sensação de uma onda de bem-estar. Com tranquilidade, a pessoa deve perguntar a si mesmo como está se sentido e o que necessita. Com o prática será possível sentir, identificar e agir de modo adequado”, ensina Bertoche, fundadora do Instituto de Terapia Transgeracional (ITT).

As práticas que cuidam da mente e da psique são superiores às práticas que atentam apenas para o corpo, pois podem curar a essência dos sofrimentos que posteriormente se manifestariam como patologias e doenças difíceis de serem curados. “A Terapia Transgeracional utiliza várias abordagens com o objetivo de identificar os bloqueios que parasitam o campo áurico, gerados por pensamentos, estados e ações mentais e emocionais. O campo áurico é um campo de consciência que mantém o corpo físico em conexão com o corpo astral (emocional e mental concreto) por sintonia vibratória. O papel do psicoterapeuta é auxiliar o cliente a separar os elementos estranhos a este campo, liberando-os. Esses bloqueios podem estar relacionados a vidas passas, heranças familiares ou energias intrusas”, acrescenta.

Serviço: Terapia Transgeracional

Contato: Laís de Siqueira Bertoche

Cargo: Médica

Email: lais@terapiatransgeracional.com.br

Site: http://www.terapiatransgeracional.com.br

Fone: 21 2257-2403

Endereço: Av. N. S. de Copacabana, 664/805, Galeria Menescal, Portaria 3, Copacabana, Rio de Janeiro/RJ.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails