segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Comprovando os benefícios da Massagem

Se você já inseriu a massagem na sua vida e nem cogita na possibilidade de abrir mão dela é por que já comprovou, na prática, quantos benefícios ela traz para a sua saúde e o quanto ela faz pelo seu bem estar.

Cada técnica de massagem guarda conhecimentos milenares, segredos que aos poucos são desvendados nas inúmeras pesquisas realizadas por médicos e instituições competentes que visam, não só comprovar seus efeitos, mas entender de forma científica como elas agem no organismo humano.

A pesquisa mais recente, divulgada no início deste mês, comprovou como a massagem atuou beneficamente nos músculos de voluntários submetidos a atividades físicas exaustivas e causadoras de dor. Comprovou-se através de amostras dos músculos que a aplicação de dez minutos de massagem não só reduz a inflamação nas células e os danos ocasionados pelo excesso de atividade, como ela gera um efeito similar ao de um poderoso analgésico. A pesquisa trouxe resultados tão importantes que certamente ainda será alvo de mais estudos.

Esta é apenas uma das muitas publicações que envolvem as diversas pesquisas sobre a massagem. O Touch Research Instituite – EUA – já publicou quase 80 resultados, comprovando inúmeros benefícios físicos e emocionais que a massagem pode gerar quando aplicada de forma periódica e por profissionais competentes.

Estes estudos envolvem grupos de voluntários que apresentam o mesmo tipo de problema ou com o mesmo perfil. As pesquisas analisam todos os resultados obtidos após aplicações frequentes e por um determinado período e também exploram as diversas técnicas de massagem e formas de aplicação. Entre os vários grupos já pesquisados e com resultados positivos comprovados estão casos de anorexia, diabéticos, pacientes com dor nas costas, fumantes, casos de depressão, problemas de comportamento em crianças, idosos, casos de pressão alta, bebês prematuros, pacientes com queimaduras, trabalhadores com sintomas de estresse e muitos outros.

Nos casos específicos de estresse e ansiedade, constatou-se que a massagem traz resultados positivos, por que reduz o nível de cortisol (hormônio liberado pelo organismo quando estamos expostos ao estresse, responsável pelo controle das inflamações, alergias, níveis de estresse, imunidade e a estabilidade emocional) e aumenta o nível de dopamina (neurotransmissor no cérebro, produzido por um grupo de células nervosas, chamadas de Neurônios Pré-Sinapticos, que atuam no cérebro promovendo, entre outros efeitos, a sensação de prazer e de motivação) e da norepinefrina (ou noradrenalina – neurotransmissor que induz a excitação física e mental e bom humor. A produção é centrada na área do cérebro chamada de locus coreuleus, que é um dos muitos candidatos ao chamado centro de “prazer” do cérebro. A medicina comprovou que a norepinefrina é uma mediadora dos batimentos cardíacos, pressão sanguínea, a taxa de conversão de glicogênio para energia, assim como outros benefícios físicos.)

A massagem também é capaz de melhorar o sistema imunológico, gerando aumento considerável de oxitocina (apelidado de hormônio do amor), relacionado aos vínculos afetivos, ao relaxamento e a sensação de segurança.

Muitas novas pesquisas irão esclarecer pouco a pouco o poder de atuação dos diversos tipos de massagem e como elas podem ser utilizadas no nosso dia a dia.

Assim , você pode continuar recebendo sua massagem, mesmo que esteja buscando apenas relaxamento e bem-estar. Mas lembre-se sempre dela quando precisar buscar benefícios físicos e emocionais como tratamento alternativo ou complementar para inúmeros males. Com certeza, a massagem , além de grande aliada na busca da qualidade de vida, é uma poderosa ferramenta que preserva e melhora a sua saúde.

Conte sempre com ela!

Fontes: Wikipédia Touch Research Instituite

National Center for Complementary and Alternative Medicine

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails