sábado, 20 de agosto de 2011

Terapias naturais trabalham mente, corpo e energia


Técnicas podem ser utilizadas para a cura ou prevenção de doenças e serem associadas a outros tratamentos. ...

Um organismo saudável depende de vários fatores, como alimentação adequada, prática de atividades físicas e cuidados básicos com a saúde. É preciso inclusive ficar atento aos tratamentos para a cura de doenças, que podem ter efeitos colaterais. “Infelizmente quem toma medicamentos, se submete a intervenções cirúrgicas e outros procedimentos médicos corre o risco de comprometer a saúde de outras partes do corpo. Um remédio para alguma enfermidade, por exemplo, pode causar um problema estomacal que não existia”, aponta o terapeuta Paulo Edson Reis Jacob Neto.
Paulo, que é presidente do Sindicato dos Terapeutas do Estado do Rio de Janeiro (SINTER-RJ), explica que estes efeitos colaterais são indesejados, mas muitas vezes necessários para a cura de uma doença mais grave. “Quem busca as terapias naturais para cuidar da sua saúde já tem a vantagem de não sofrer com efeitos colaterais. Este tipo de terapia utiliza os recursos disponíveis na natureza ou métodos que não agridem o organismo para promover a saúde, curar e prevenir doenças”, destaca.
As terapias naturais podem utilizar plantas, flores, óleos essenciais, argila, métodos manuais como a massagem e a drenagem linfática, exercícios posturais e de respiração, métodos de auto-ajuda e até intervenções na alimentação. “Elas são consideradas holísticas quando o tratamento tem como base a integridade completa do indivíduo. Ou seja, é trabalhado com técnicas que contribuem para o equilíbrio do corpo físico e da mente. A pessoa tem que se sentir bem por inteiro”, esclarece.
Segundo Paulo, as terapias naturais têm como base o equilíbrio, se o organismo estiver desequilibrado então surgem às doenças e a cura é o resultado da restauração dessa estabilidade. “O terapeuta faz o diagnóstico do paciente por meio de uma entrevista durante a consulta. Depois da conversa o próximo passo é determinar a melhor metodologia de acordo com o perfil do indivíduo. O interessante é que as terapias podem ser utilizadas em conjunto com outros tratamentos”, observa.
Existem várias técnicas utilizadas pelos terapeutas naturais e elas podem ser divididas em três grandes áreas: corporal, mental e vibracional. “Na área corporal estão reunidos os tratamentos que utilizam a manipulação do corpo, seja com massagens, toques, pressões ou alongamento. A alimentação também está incluída neste grupo. O shiatsu, a massoterapia, a drenagem linfática, a trofoterapia e a fitoterapia são alguns exemplos”, ressalta.
Na área mental as técnicas têm como objetivo o equilíbrio do organismo a partir da sua força mental e pode utilizar metodologias respiratórias, imagéticas ou mentais. A meditação e a hipnose são técnicas de terapias naturais da área mental. “Já a área vibracional atua diretamente na energia do organismo e utiliza técnicas como a acupuntura, reiki e florais. Dentro destes três grupos ainda estão incluídas outras metodologias, como nutrição ortomolecular, hidroterapia, quiropraxia, naturologia, cromoterapia, geoterapia, oligoterapia, aromaterapia, iridologia e massoterapia”, acrescenta.
O terapeuta enfatiza que o paciente pode se tratar com um especialista da área que trata uma doença específica que está afetando o seu corpo e também se submeter às terapias naturais para agilizar o processo ou intensificar os resultados. “Como a abordagem terapêutica atua com a integridade do paciente é possível associá-las a tratamentos médicos, desde que não haja contra-indicações. As terapias também podem ser realizadas com o objetivo de prevenir doenças, o que significa que não é necessário estar doente para recorrer às técnicas naturais”, finaliza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails