quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Massagem terapêutica ajuda na recuperação de transplantados em SP



Os usuários do Hospital de Transplantes “Euryclides de Jesus Zerbini”, em São Paulo, contam com uma terapia alternativa para enfrentar o período de internação com mais confiança e tranquilidade. O reiki, técnica terapêutica baseada na medicina oriental, é aplicado semanalmente e apresenta bons resultados em mais de 90% dos internados.

O reiki foi reconhecido como terapia complementar pela OMS (Organização Mundial da Saúde) em 1962. Segundo Berenice Sabadell, professora e primeira voluntária do Hospital de Transplantes (antigo Hospital Brigadeiro), atuante há mais de 10 anos, a técnica ajuda a liberar bloqueios permitindo que o doente aceite melhor o tratamento convencional. Também auxilia na respiração promovendo tranquilidade.

- São 20 minutos em que “desliga-se” de tudo para concentrar-se apenas em saúde e bem estar. É desta forma que reconquistamos a autoestima destas pessoas”.

Além da aplicação do reiki, a terapeuta ainda utiliza essências para massagear as mãos e pés dos pacientes, com técnica de tratamento conhecida com reflexologia.

Para os pacientes com hemofilia (distúrbio que impede a coagulação do sangue), que precisam vir ao hospital frequentemente para receber medicação, as sessões são capazes de anular, mesmo que por um curto período, os desconfortos causados pela patologia. Já a maioria dos transplantados afirma que o relaxamento proporcionado pela terapia diminui as dores do pós-operatório.

Conheça os princípios do reiki, segundo japoneses e antigos praticantes:

- Não se preocupe;
- Não se aborreça;
- Honre pais e mestres;
- Trabalhe honestamente;
- Seja gentil com todos os seres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails