sexta-feira, 8 de julho de 2011

Umuarama: Centro de Saúde Escola ensina técnicas de shantala



Mães aprendem a usar a terapia para melhorar a saúde e o vínculo com o filho

Considerado modelo de referência no atendimento à saúde, a UBS/CSE (Unidade Básica de Saúde/Centro de Saúde Escola) vem cumprindo com o seu papel social, promovendo a melhoria da qualidade de vida da comunidade assistida.

Neste ano, o projeto do curso de Enfermagem da Universidade Paranaense – Unipar, Campus Umuarama, completou dez anos de atividades. Dentre os diversos serviços ofertados, a shantala (massagem relaxante para bebês) vem atraindo cada vez mais pacientes.

De origem indiana, a terapia consiste em a mãe colocar o bebê no colo e, com as mãos, realizar movimentos suaves no rosto e corpo da criança, ajudando, assim, a fortalecer seus músculos e articulações. A técnica também ativa a circulação e o sistema nervoso central, propiciando o alívio das cólicas.

Todo mundo gosta de uma massagem, mas quase ninguém sabe que existe uma técnica que além de ser tudo de bom tem poderes que melhoram o sistema gastroinstestinal também.

O Shantala está sendo cada vez mais usado para ajudar a bebês que possuem problemas ou dificuldades intestinais, geralmente a massagem é feita pelas mães que já possuem um vinculo afetivo mais forte com o filhotes, a técnica é milenar e surgiu nos anos 70 na Índia quando uma mãe indiana, chamada Shantala, massageava seu filho.

A massagem Shantala possue também a propriedade de acelarar o ganho de peso dos bebês prematuros, o ideal é que seja feito em ambientes tranquilos, com luz suave e aquecido de forma agradável.

“Além de proporcionar uma melhora na saúde da criança, a shantala serve para a mãe conhecer melhor o seu bebê, estabelecendo um vínculo mais forte entre mãe e filho”, ressalta a professora do curso de Estética e Cosmética, Vanessa Rosaline, que coordena o serviço.

A massagem dura em torno de 50 minutos e a mãe é orientada, passo a passo, de como desenvolver a técnica. “Depois de aprender, a mamãe deve continuar fazendo em casa”, explica a coordenadora.

O recém-nascido Caio Souza França, com apenas 20 dias de vida, foi um dos que recebeu a massagem. A mãe Layana Souza de Oliveira diz que gostou da experiência. “Ele tem bastante cólica e, como aprendi a massagem, vou fazer outras vezes”.

O projeto foi implantado no começo do ano e conta com a colaboração de estudantes do curso de Estética e Cosmética, atendendo em torno de 10 crianças ao dia, com idade até dois anos. “Estamos felizes com o resultado e a procura pelo serviço está aumentando. As mães estão gostando e dizem que já sentem a melhora”, emenda a professora.

A massagem é ofertada às quartas-feiras, das 9 às 12h. O Centro de Saúde Escola fica na Avenida Sarandi, próximo à Unipar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Share It

Related Posts with Thumbnails