terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Massagem meditativa


A respiração no seu ritmo natural conduz os movimentos, alongamentos e toques numa dança contínua, desde os pés até a cabeça.

Convergências culturais do Yoga e do Taoísmo dentro do Budismo Theravada trouxeram para a Massagem meditativa o toque fraterno, o ritmo harmonioso e lento, os alongamentos com pressões gradativamente mais profundas e o espírito de compaixão que induz à canalização da energia da cura.

A combinação destes elementos proporciona um estado de relaxamento profundo e meditativo.

Seus efeitos atuam desde a estrutura e forma física até os planos energéticos mais sutis.

Uma consciente integração entre as duas partes - quem aplica e quem recebe - faz com que os movimentos da massagem se pareçam com uma dança harmoniosa, compondo uma mandala Thai em movimento.

Profundamente ligada ao Budismo, a Thai é um caminho para se cultivar os quatro estados divinos:
Metta (bondade amorosa), Karuna (compaixão), Mudita (alegria contagiante) e Uppekha (equanimidade, imparcialidade, não-agressão).

2 comentários:

  1. Oi Bill, beleza?

    Dei uma passada pra falar que coloquei o Link do seu site no meu Blog. O conteúdo do seu Blog é maravilhoso como sempre, parabéns.As pessoas precisam aprender mais sobre a importância da massagem.

    Grande abraço

    ResponderExcluir
  2. Obrigado, agradeço a consideração, um grande abraço.
    http://shiatsuterapiams.wordpress.com/

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails