sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Os diversos benefícios da massagem para a saúde


O termo massagem vem do francês massage, palavra inspirada em massa - a massa do pão - e nos movimentos feitos com a mãos pelos padeiros na sua confecção.

A massagem ficou famosa na Europa no século XIX, vinda da Suécia onde o esgrimista Per Henrik Ling criou o Real Instituto de Ginástica, para desenvolver técnicas de tratamento para problemas músculo-esqueléticos. Nesse instituto foi criada a massagem sueca, que depois se popularizou no resto do continente europeu.


Mas a massagem já era conhecida na Europa, desde a antiguidade, só que não contava com uma sistematização, um nome, e a organização de publicações, como no trabalho realizado Ling. Médicos da Roma e da Grécia antigas, como Hipócrates - o pai da medicina - e Galeno usavam a massagem como uma de suas armas terapêuticas. Há indicativos que a massagem é mais antiga ainda, tendo sido usada por médicos chineses e indianos desde tempos imemoriáveis. Hoje em dia escolas orientais, como o Shiatsu, a Tui-Na e a massagem ayurveda, são as correntes mais fortes de massagem que existem no mundo em termos de fama, aceitação e número de praticantes.

Na visão simplista, a massagem tem utilidade apenas para problemas musculares. Contudo, o que os estudos têm demonstrado é que ela tem um potencial muito mais amplo de benefícios à saúde. Ela reduz a ansiedade e pode minimizar o humor depressivo. Por isso surgiram trabalhos clínicos demonstrando benefícios da massagem em insônia, depressão e ansiedade. Até em enfermidades psiquiátricas mais complicadas, como anorexia nervosa e transtorno obsessivo-compulsivo, existem resultados sugerindo um efeito significativo.

A massagem também possui capacidade de reduzir a dor, e tem sido indicada na dor crônica da fibromialgia, lombalgia, cervicalgia e enfermidades reumáticas. Juntando todas as ações da massagem citadas aqui (reduzir a ansiedade, relaxar a musculatura e combater a dor) temos aí um excelente recurso para os casos de estresse.

A massagem ainda ajuda na circulação periférica, em especial para auxiliar a remoção de fluidos pelo *sistema linfático. Por isso tem sido indicada em casos de edema, em especial, causados pela remoção cirúrgica de **gânglios linfáticos. A massagem pode ser empregada ainda em constipação intestinal (intestino preso) para estimular os ***movimentos peristálticos e com isso ajudar a recuperar o ritmo intestinal.

Seus benefícios não se restringem aos adultos e alcançam os extremos da vida. Em crianças muito pequenas ela representa um estímulo que melhora a imunidade e o desenvolvimento do sistema nervoso. Por isso vários trabalhos com recém-nascidos, em especial em populações com baixo nível social, mostram que a massagem acalma, melhora o sono, aumenta a velocidade de ****ganho ponderal e até reduz a mortalidade por doenças em geral. Crianças com autismo têm se mostrado sensíveis a massagem, que pode reduzir alguns de seus sintomas. Nos idosos ela ajuda a resolver problemas como dor, ansiedade, edemas nas pernas e depressão.

Pesquisadores investiram também em descobrir como a massagem funciona. Quando massageamos a pele produzimos estimulações nervosas que explicam a maior parte de suas ações. Parte desses estímulos, por uma ação reflexa direta na medula espinhal, causa redução do tônus muscular, o que gera um bem-estar com relaxamento. Esses mesmos estímulos vão causar um bloqueio na condução nervosa das fibras de dor, num mecanismo conhecido como "portão medular da dor" e com isso há um alívio de sensação dolorosa. Os estímulos que chegam ao cérebro causam uma redução da reação de estresse, que se traduz por uma redução do cortisol (hormônio da supra-renal) e uma elevação da serotonina no cérebro - o que dá sensação de calma e bem-estar. Com isso há redução da ansiedade e melhora da qualidade do sono. Foi detectada ainda uma melhora na imunidade de pacientes com câncer que receberam massagem, que pode ser explicada por uma redução do estresse causado por esse diagnóstico. Mas as indicações de massagem em câncer devem ser feitas por um especialista. Os estímulos da massagem, por fim, atuam diretamente sobre os tecidos e podem ser usados para impulsionar os fluidos nos vasos linfáticos, o que explica a sua ação no 
*****edema linfático.

* Sistema linfático - Sistema de canais e de ductos (os vasos linfáticos), distribuídos em todo corpo, que conduzem a linfa, um líquido transparente e semelhante a água que se forma nos tecidos do organismo humano. Ele faz parte do sistema imunológico do corpo, por isso desempenha papel importante nas defesas contra infecções

**Gânglios linfáticos - São estruturas de forma ovalada, em geral do tamanho de uma grão de arroz que se situam nas regiões de convergência de vasos linfáticos, onde funcionam como filtros, onde elementos estranhos ao organismo podem se identificados e destruídos. Por isso são órgãos que fazem parte do sistema imunológico do organismo humano, podem produzir produzem anticorpos ou englobar bactérias.

*** Movimentos peristálticos - São movimentos involuntários que empurram o alimento (também denominado bolo alimentar, quimo ou quilo, de acordo com a fase da digestão) ao longo do canal alimentar, para que a digestão se processe de forma fisiológica (normal) e os resíduos sejam eliminados na forma de fezes.

****Ganho ponderal = ganho de peso

*****Edema linfático - É o edema (inchação) que se forma por acúmulo de linfa, em geral secundário a um mau funcionamento dos vasos linfáticos.


por Alex Botsaris

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails