quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Efeitos fisiológicos da massagem


Apesar de ser tão antiga quanto o homem, a massagem só passou a ser desenvolvida como método terapêutico de cura e prevenção há 1800 AC pelos chineses.
Percebeu-se que a fricção aplicada diretamente sobre o tecido mole do corpo atuava diretamente sobre a circulação sanguínea, a função metabólica e gânglios linfáticos, melhorando a saúde e aliviando a dor muscular e o estresse.
Observe como se desencadeiam os efeitos fisiológicos da massagem sobre o corpo.
A pele melhora com as técnicas de massagem, porque favorecem a circulação sanguínea, elevam a quantidade de nutrientes distribuída para as células, e fazem com que se torne hidratada, elástica e jovem.
Quanto aos poros da pele ganham permeabilidade, ou seja, aumentam a capacidade seletiva, que impede a infiltração de determinadas substâncias.
Os diversos tipos de massagens também facilitam a descamação das células mortas, reduzem a hipersensibilidade e podem melhorar as cicatrizes.
A massagem atua sobre as veias superficiais, artérias e capilares linfáticos como o ato de comprimir um tubo plástico com a finalidade de movimentar o conteúdo interno.
Esta atividade direta e localizada faz com que o sangue se movimente com maior facilidade pelo corpo, promove a distribuição de nutrientes, elimina a inflamação, e aumentam alguns componentes sanguíneos como as hemácias.
A boa circulação atua no aumento do metabolismo, oxigenação do cérebro, e manutenção dos músculos.

Massagem e gânglios linfáticos
Os gânglios linfáticos atuam como filtros em nosso corpo. Eles impedem que ocorra uma invasão por micro-organismos aumentando a atração de linfócitos e macrófagos para impedir a passagem e disseminação.
Esta atividade costuma dar origem às ínguas, por isso, dizemos que o surgimento indica alguma inflamação. Mas para que os gânglios linfáticos funcionem perfeitamente é necessário que haja uma boa circulação sanguínea.
A massagem também atua sobre o sistema nervoso central. Ela promove um efeito sedativo através da pressão sobre os nervos sensitivos do corpo.
A massagem – além de proporcionar o relaxamento e sensação de bem estar, atua diretamente na fisiologia humana, que é o estudo sobre o funcionamento e equilíbrio do nosso corpo. É totalmente indicada, uma vez que quando se sente estressado, o organismo libera um hormônio chamado cortisol e, durante uma sessão de massagem, o cortisol sofre uma redução considerável.
Portanto, para uma vida mais feliz e saudável, receba massagem pelo menos 2 a 3 vezes por semana!
Dra Vândia Lea

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails