domingo, 8 de maio de 2011

Equilibrar é preciso [92]



O barqueiro e o Doutor

Conta-se a história de um barqueiro que ganhava a vida fazendo a travessia de viajantes num rio muito agitado.

Ele gostava do seu trabalho, o qual procurava fazer sempre com segurança e rapidez.

Certo dia apareceu um sujeito todo emproado, cheio de pose. Enquanto atravessavam o rio, o "doutor" resolveu humilhar o barqueiro com sua verborreia:

- O senhor sabe ler?
- Não, senhor, não tive a oportunidade de aprender.
- Ah, meu amigo, as maravilhas da escrita... o senhor nem sabe o que está perdendo. Posso lhe garantir que o senhor perdeu uma grande parte da sua vida por não saber ler.

O barqueiro ficou quieto, mas o "doutor" insistiu:

- Mas, fazer contas o senhor sabe, não sabe?
- Não, senhor, nunca aprendi a fazer contas.
- Ah, meu amigo, as maravilhas da matemática... o senhor perdeu mais uma grande parte da sua vida por não saber matemática.

Neste exato momento a canoa bateu em alguma coisa e vazou água. O barqueiro fez o que pode, mas não conseguiu estancar o vazamento. Então, disse para o seu passageiro:

- "Doutor", tire os sapatos e o paletó, vamos ter que ir à nado e vamos ter que nadar bastante, pois a correnteza é forte neste lugar.
- Mas, meu amigo, eu não sei nadar.
- Não sabe nadar, "doutor"?
- Não sei, não tive a oportunidade de aprender.
- Ih, "doutor", então o senhor perdeu a sua vida toda.


Autor desconhecido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails