sábado, 4 de junho de 2016

MASSOTERAPIA CHINESA



A massagem é basicamente o gesto intuitivo de tocar o corpo, em uma ação de despertar, acariciar ou aliviar algum incômodo. As suas origens remontam aos mais distantes tempos   da vida humana. O toque é um instrumento que usamos de forma expressiva desde os primeiros dias  de vida, com a intenção de relacionar-se com o outro e, no plano receptivo desde a gestação intra-uterina, quando recebemos informações que formarão nossa memória, via contato físico, através da placenta, tecidos e músculos.
A massagem no oriente desenvolveu-se principalmente na China. Os conceitos filosóficos que fundamentam esta pratica constam do livro “I Ching”, que foi escrito entre 5557 a.C pelo imperador FU XI, e 479 a.C por Confúcio. As informações técnicas da Medicina Tradicional Chinesa e da massagem constam no livro “Nei Ching”, escrito pelo imperador Huang Ti no peródo de 2800 a.C.
No inicio do século XX, com a imigração dos orientais para o Brasil, vieram muitos praticos e médicos orientais que introduziram na sociedade brasileira as técnicas de massagem oriental como instrumental terapêutico. O exercício profissional dos massagistas, modernamente denominados de Massoterapeutas, foi reconhecido no Brasil em 10/12/1945, com a edição do decreto-lei nº8.345, que dispôs sobre a habilitação para o exercício profissional (massagistas, protéticos, óticos práticos, práticos de farmácia, práticas de enfermagem, parteiras práticas e profissões similares). Posteriormente, a Lei Federal nº3968 de 5/10/61 dispôs especificamente sobre “o exercício da profissão de massagista” estabelecendo critérios para tal, entre os quais exigência de habilitação própria e as normas a serem observadas para aplicação de massagens em pacientes, além de definir as punições cabíveis em caso de seu descumprimento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails