segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

A massagem desintoxicante

 
 
Nosso organismo está programado para metabolizar vários tipos de ameaças que fazem parte de nosso dia-a-dia, como bactérias, vírus, toxinas alimentares, etc. Ele elimina uma quantidade incrível de lixo todos os dias composta por resíduos metabólicos, células mortas, subprodutos da digestão e outros resíduos naturais.

Hoje em dia como temos muitas atividades e nível de estresse alto, nosso organismo acaba sobrecarregado e nossos sistemas naturais de eliminação não conseguem acabar com a quantidade necessária de toxinas.

A massagem desintoxicante contribui com o sistema circulatório e linfático acelerando o processo de eliminação de toxinas. São ministradas manobras suaves e rítmicas que ativam a circulação periférica e cadeias de linfonodos. É uma técnica utilizada em tratamentos de estética, de redução de medidas, pós tratamento medicamentoso, pós tratamento antitabagismo, e melhora do aspecto da pele com celulite.

Sistemas beneficiados com a massagem desintoxicante:

Sistema linfático: é o sistema de coleta dos resíduos do organismo. A linfa (líquido leitoso que contém leucócitos, proteínas e gorduras) circula lentamente pelo corpo. Conforme a linfa passa pelas cadeias de linfonodos, os resíduos do metabolismo são removidos dela por filtração. As infecções são combatidas nessas cadeias e todas as substâncias toxicas são impedidas de retornar à corrente sanguínea.

Fígado: é a maior glândula e segundo maior órgão do corpo humano. O fígado tem muitas funções e uma das mais importantes é desintoxicar o sangue. Absorve essas toxinas, altera sua estrutura química, faz com que elas se tornem solúveis em água e, em seguida, excreta-as para a bile (um líquido marrom esverdeado). A bile, em seguida, leva esses resíduos para os intestinos, de onde são secretados.

Os pulmões: o pulmão é responsável pela troca gasosa entre o ambiente e o sangue. Os pulmões têm de lidar também com uma grande quantidade de poluentes transportados pelo ar, como o monóxido de carbono eliminado pelos escapamentos dos veículos, a nicotina dos cigarros e o formaldeído dos materiais de construção e das fábricas.

Os rins: são os principais órgãos do sistema excretor e osmoregulador, filtram o sangue e produzem urina, removendo as toxinas e os resíduos gerados pela quebra das proteínas. Eles também controlam a acidez e os níveis de água do organismo e devolvem ao sangue os nutrientes que precisam ser reciclados para uso posterior.

A pele: a pele integra o sistema tegumentar junto com cabelos, pelos, unhas, glândulas sudoríparas e sebáceas. Tem como principais funções a proteção dos tecidos subjacentes, regulação da temperatura corporal, e conter terminações nervosas sensitivas. É o maior e mais pesado órgão do corpo humano. É um excelente desintoxicante, pois as glândulas sebáceas e o suor que ela excreta removem e eliminam as toxinas que não podem ser excretadas por outros meios.

Os intestinos: degradam e absorvem alimento e água, enviando os subprodutos para a corrente sanguínea, e eliminam os resíduos resultantes da digestão e do metabolismo do fígado.

A Massagem Desintoxicante é feita no corpo todo e inicia-se com estímulos das cadeias linfáticas. Diferente da drenagem linfática, esta técnica utiliza movimentos ascendentes de deslizamentos, amassamentos e mobilização do abdome para beneficiar a circulação linfática, vascular e sistema excretor na eliminação de toxinas. Técnica complementar nos tratamentos estéticos ou de relaxamento onde o massoterapeuta utiliza óleos e/ou cremes com ativos desintoxicantes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails