sábado, 6 de novembro de 2010

5 automassagens para zerar as tensões do dia


Trânsito, violência, falta de tempo, instabilidade. Nem sempre é fácil lidar com as pressões do dia-a-dia. Muitas vezes bate o desânimo, a irritação e dá vontade de "jogar tudo para o alto" e recomeçar uma vida mais tranqüila em algum outro lugar.

Combater o estresse, no entanto, nem sempre exige soluções tão drásticas. Em muitos casos, uma simples massagem ajuda a reequilibrar o corpo e a mente. Não tem tempo para visitar um massagista? Entre as diversas técnicas que auxiliam na prevenção e combate ao estresse, a automassagem está, literalmente, ao alcance de suas mãos e é um antídoto contra as tensões.

"O toque das mãos na pele, seja em movimentos suaves ou com mais pressão, é uma excelente maneira de combater o estresse, não só por ativar a circulação e proporcionar o relaxamento muscular, mas também porque o contato físico leva ao autoconhecimento. Além disso, o simples fato de dedicar alguns minutos do seu dia para você mesma já é uma forma de descontrair e relaxar", explica a psicóloga Ana Maria Rossi, presidente da Isma Brasil, associação internacional de controle do estresse.

Se a pele é capaz de revelar a idade e as condições de saúde de uma pessoa, não é de estranhar que, ao massageá-la, influenciamos no funcionamento de todo o organismo, restabelecendo seu equilíbrio.

"A massagem terapêutica equilibra e harmoniza o corpo e a mente. Atua no sentido de desbloquear as tensões corporais, o que produz um efeito imediato sobre as emoções", explica o médico Paulo Luiz Farber, presidente da Associação Brasileira de Medicina Complementar (SP).

Alguns especialistas ensinam a seguir exercícios para aliviar os sintomas mais comuns de estresse. Reserve um tempo para você, escolha um local tranqüilo e aconchegante - pode ser durante um gostoso banho de banheira, ou mesmo na cama, antes de dormir - ponha uma música suave e desligue-se de seus problemas.

1. ANGÚSTIA
Aquele aperto no peito combinado com sensações de medo e angústia resultantes do estresse podem ser superados com a ajuda de um exercício de jin shin jyutsu. Esta massagem oriental não se trata de uma técnica, como explicam os especialistas, mas sim da "arte de viver, conhecer e ajudar a si mesma".

Ela trabalha a harmonização do corpo, mente e espírito por meio de toques com as mãos. "Massageando o corpo nos pontos onde se concentra a energia vital - as chamadas travas de segurança da energia - é possível restabelecer o equilíbrio físico e mental", explica Margareth Umeoka Serra, instrutora de jin shin jyutsu, de São Paulo.

Como fazer
Bem relaxada, coloque a mão direita embaixo do braço esquerdo e a mão esquerda embaixo do braço direito, pressionando levemente. Permaneça nesse abraço gostoso por alguns minutos até sentir-se mais protegida e confiante.

2. DOR DE CABEÇA
Ela é muito comum em situações de estresse e não costuma cessar facilmente. Para aliviá-la, experimente essa estimulação da abhyanga, que é uma massagem terapêutica com óleo, derivada da medicina ayurvédica, que consiste em estimular os "marmas", pontos vitais que auxiliam na manutenção do equilíbrio corporal.

"Ela nutre os tecidos, equilibra os pontos de energia, é rejuvenescedora, aumenta a força e a virilidade, e diminui o estresse e a tensão", garante o clínico geral Aderson Moreira da Rocha, presidente da Associação Brasileira de Ayurveda (RJ).

Como fazer
Escolha um óleo vegetal prensado a frio. Pode ser de coco, girassol, gergelim ou amêndoa. Sente-se ou deite-se bem relaxada. Passe o óleo nas mãos e massageie com extrema delicadeza o primeiro ponto marma, localizado entre as sobrancelhas, correspondente à área do terceiro olho. Faça movimentos circulares, com muita leveza, até sentir que a dor de cabeça está cessando.

3. EMOÇÕES NEGATIVAS
O estresse mexe com as emoções e, em estágios avançados, tende a despertar uma série de sentimentos incômodos tais como irritação, ódio, desesperança, difíceis de serem vencidos. Para a prática terapêutica chinesa chi nei tsang, tensões, preocupações e aborrecimentos se acumulam no abdome, centro energético do corpo, e raramente se dissipam. O resultado é a obstrução da circulação de energia.

À procura de uma saída, essas emoções negativas e energias tóxicas criam um círculo vicioso de estresse. Com a prática da chi nei tsang, eliminam-se as toxinas, as emoções negativas e o excesso ou deficiência de calor, que causam a disfunção dos órgãos.

Como fazer
Coloque o polegar direito sobre o osso do quadril direito e distribua os dedos sobre o rim. O dedo médio deve incidir sobre o sacro e os demais ao longo da espinha. Use a mão para enviar energia para o rim. Em seguida, ponha a palma da mão esquerda sobre o umbigo, logo abaixo do esterno. Pressione para baixo com a palma esquerda, num movimento circular anti-horário.
Pressione para cima com a mão direita.

Aos poucos, movimente a palma esquerda mais para baixo na direção do umbigo. Pratique este exercício 9, 18 ou 36 vezes. Descanse e concentre-se no umbigo durante alguns minutos. Sinta a energia começar acumulando-se no centro do umbigo. Troque então de mão e faça o mesmo no lado esquerdo. Coloque a mão direita sobre o umbigo e a esquerda sobre o quadril e o rim. Use a base da palma da mão direita e os dedos para massagear o umbigo em movimentos no sentido horário, descendo aos poucos da área do esterno para o umbigo.

4. DORES MUSCULARES E MAL-ESTAR
"O estresse diminui a circulação sanguínea no organismo, prejudicando a oxigenação. O shiatsu auxilia no restabelecimento do fluxo energético à medida que estimula os pontos-chave do meridiano", explica Luiza Sato, especialista em shiatsu.

A técnica baseia-se nos mesmos princípios da acupuntura e defende que nosso bem-estar depende do bom fluxo de energia por caminhos que percorrem o corpo todo - os meridianos. Qualquer bloqueio pode gerar dor ou até se transformar em doença.

Como fazer
Sente-se com as pernas dobradas. Localize uma saliência óssea na lateral externa de uma delas, bem abaixo do joelho. Coloque o polegar abaixo desse ponto e pressione com força. Estique a ponta do pé. Ao diminuir a pressão, traga-o para trás. Repita o exercício algumas vezes. Desça lentamente com a mão na mesma linha até alcançar o calcanhar. Repita com a outra perna.

5. TENSÃO NO PESCOÇO
Em momentos de estresse, a região do pescoço é uma das primeiras a ressentir a tensão. Uma forma de relaxar essa região é pressionar os pontos reflexos do pé, seguindo os princípios da reflexologia, técnica chinesa que se baseia na teoria de que nossos órgãos internos têm pontos correspondentes na superfície do corpo. "A massagem tanto pode ser feita com as próprias mãos ou com o auxílio de objetos como uma bola de tênis, um pedaço de bambu ou uma pedra lisa e arredondada", sugere o clínico geral Aderson Moreira da Rocha, do Rio de Janeiro.

Como fazer
Sente-se confortavelmente e inicie o exercício com a exploração suave dos pés e da parte inferior das pernas. Para diminuir a tensão e relaxar o pescoço, segure um dedo do pé por vez, posicionando as mãos de forma que a almofada do polegar fique embaixo e a lateral do dedo indicador fique em cima. Em seguida, puxe suavemente cada dedo na sua direção.

Antiga sabedoria
Acredita-se que a terapia do estímulo manual seja mais antiga que a acupuntura e a farmacoterapia. Ela surgiu quando o primeiro homem massageou instintivamente o próprio pé ferido, na tentativa de aliviar a dor. Já na Antiguidade, as civilizações gregas, egípcias e chinesas faziam largo uso da massagem, considerada o tratamento terapêutico mais natural de todos por utilizar apenas o contato das mãos na superfície da pele. Hoje sabemos que o homem pode transmitir grande parte de sua energia através do calor das mãos, pois estas se constituem em verdadeiros prolongamentos das linhas vitais do corpo.

Fonte:Revista Estilo Natural

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails