quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Tratamento Terapéutico


Da mesma forma que o corpo têm a capacidade de reparar um osso quebrado, é capaz de restaurar sua funcionalidade aos outros tecidos e órgãos.

Utilizando principalmente técnicas de massagem, o terapeuta inicia uma abordagem não-invasiva, não-intervencionista, passiva e suave que “permite” que mudanças surjam, não forçando-as a ocorrer. A experiência clínica mostra que elas podem ser intensamente práticas e específicas.


-Uma articulação limitada consegue libertar-se sem força ?
-Uma condição muscular excessivamente tensa consegue libertar-se espontaneamente?
-A dor pode ser, às vezes, aliviada instantaneamente, meramente ao segurar-se os tecidos doloridos em uma posição de “bem-estar”?
-Uma dor aguda pode ser aliviada sem analgésicos?

A RESPOSTA A TODO ISSO É SIM.
Alem do trabalho do terapeuta, os mecanismos auto-reguladores do corpo são sempre os determinantes finais para o que acontece após qualquer forma de intervenção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails