quinta-feira, 19 de maio de 2016

Quem já não deu um “mau-jeito” ou vem sentindo-se “travado”?

     


Movimentos imprevistos que levem à súbita aproximação das inserções de um músculo, levam àdisfunção somática vertebral.

    Assim, um nível vertebral em disfunção possui um segmento medular com um limiar de excitabilidade (quantidade de informações necessárias para disparar impulsos nervosos) alterado, pois está submetido à fluxo anormal e incessante de informações. Esta facilitação medular é responsável pela simpaticotonia¹ dos tecidos relacionados ao mesmo metâmero² deste segmento. Ou seja: a facilitação medular estende-se à músculos, derme, articulações, ligamentos, periósteo e vísceras.
     Em todo o corpo a perda de mobilidade de um elemento se faz em prejuízo de outra zona que haverá de compensá-la com hipermobilidade, onde localiza-se a inflamação de tecidos periarticulares (músculos, ligamentos, cápsulas).
As disfunções e bloqueios no sistema musculoesquelético, quando ocorrem, são até certo ponto compensadas / adaptadas pelo mecanismo postural e de defesa, controlados por nosso sistema nervoso.
Tais compensações visam, a grosso modo, minimizar a dor e restabelecer a horizontalidade do aparelho vestibular e cintura pélvica, otimizando assim nosso equilíbrio. Para tanto, certos tecidos passam a ser mais exigidos do que outros, gerando sobrecarga biomecânica, stress, degeneração precoce e, em determinado momento, dor.
Quanto maior o número de disfunções, maior o gasto energético em adaptações às mesmas. Não refiro-me à calorias, mas sim desgaste e sobrecarga de tecidos.
Vivemos em um ambiente dinâmico, e, em tudo o que fazemos, nosso corpo é submetido à posturas, deslocamentos, cargas, trações, exigências metabólicas, energéticas e mentais.
Mesmo dormindo, pense por um instante nos sistemas corporais que estão atuando para suporte à vida, regeneração tecidual, recuperação de energia, metabolismo e reorganização neuronal.
Idealmente, deve-se tratar o corpo com Massoterapia de maneira preventiva, de modo a evitar o acúmulo de tensões, sobrecargas e alterações posturais decorrentes das diversas atividades nas quais participamos : esporte, trabalho, lazer ou dia-a-dia. Somos os atletas de nossa própria vida.
Equilibre o seu corpo como um todo.


¹ Simpaticotonia refere-se à alteração do sistema nervoso autônomo onde há um predomínio de estado/neurotransmissores/informações relacionados à sua porção “simpática” que lida com situações de luta-ou-fuga.
² Metâmero, termo da embriologia, é uma unidade anatômica e fisiológica que se é composta por seu par de gânglios nervosos, componente cutâneo, grupo de músculos e um número de outros derivativos mesodérmicos, seja ele visceral, vascular, etc. interrelacionados desde o desenvolvimento embriológico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails