quarta-feira, 21 de junho de 2017

Kimassagem




A sala despe-se de artifícios, apenas o essencial para descansar os cinco sentidos sem os adormecer, relaxar a cada suspiro e fazer uma contagem decrescente mental. Tentamos deixar o stress à porta e fazer aquilo que mais nos custa – descontrair. 

A Ki massagem  não é uma massagem como as que conhecemos e que não devemos ficar surpreendidas se o corpo não reagir da mesma maneira. A novidade está logo na nossa posição, mutável e reativa às mãos do especialista, tanto que em vez de nos deitarmos  um tatame estendido no chão, podemos antes fazê-lo numa maca para nos apoiar os movimentos. E o nosso corpo mexe, como se estivesse a flutuar.


A Kimassagem é um método terapêutico com origem nas antigas técnicas de massagem japonesa e chinesa e inspirado pelos princípios da Medicina Tradicional Chinesa. A missão é clara: melhor o equilíbrio físico e emocional, atuando a vários níveis, mais ou menos visíveis. E o objetivo final ambicioso: combater o cansaço físico e emocional (tão ligados entre si num mundo que acelera tanto que quase deixámos de pensar), promove a circulação, ajuda a libertação de toxinas e reequilibra o sistema nervoso.      

É como se a nossa aula de alongamentos preferida fosse feita a pensar em cada milímetro dos nossos músculos. Pressionam-se pontos-chave energéticos e usam-se técnicas manipulativas que procuram que a estrutura do nosso corpo se encontre com o fluxo da nossa energia. O resultado é difícil de explicar, o corpo torna-se mais leve, a ansiedade diminui, a respiração torna-se mais lenta, ficamos incrivelmente atentos aos sinais do nosso corpo. Desaceleramos e lentamente regressamos ao mundo real com uma nova postura.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget
Related Posts with Thumbnails